Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Rolling Stone Brasil’ Category

Vestida de diabinha, bem ao estilo de sua personagem Clara, vilã da novela Passione (Globo), a atriz foi clicada pelo fotógrafo Bob Wolfenson. Além do ensaio provocante, Mariana falou sobre a exposição de sua vida na mídia e sobre relacionamentos amorosos. Nos holofotes de 1994, quando fez uma participação especial na novela “74.5 – Uma Onda no Ar”, da Rede Manchete, a atriz afirma que se incomoda muito com as fofocas à respeito de sua vida pessoal. “É lógico que não gosto de ver minha vida exposta. Nos personagens faço tudo: choro, faço sexo, sofro, sinto raiva. Me parece excessivo fazer isso também na vida pública”, disse.

Mariana ainda revelou que se irrita com os fotógrafos de celebridade. “Paparazzi são muito chatos! Antigamente não tinha isso, era sua obra, o valor artístico e não sua vida pessoal”, protestou.

Sobre os relacionamentos amorosos a atriz, que foi casada por oito anos com o produtor de cinema Pedro Buarque de Hollanda, afirma que o principal é a cumplicidade. “A relação a dois tem que ser a dois. Sempre tem que ceder, e às vezes não ceder. Tem que ter um equilíbrio. Eu tento virar o jogo quando as coisas estão ruins, mas não dá para maquiar a dor porque um dia ela vai cobrar com juros e correção monetária”, afirmou. (divirta-se.uai)

Veja matéria e making off no site da rollingstone.com.br.

Anúncios

Read Full Post »

britneyCom a barriguinha sarada e o sorriso aberto, Britney Spears é capa da “Rolling Stone” brasileira de janeiro. Mas, apesar do seu ressurgimento no mundo pop como uma Fênix das cinzas, a cantora ainda tem seus fantasmas bem presentes em sua vida. “Quero ter a possibilidade de dirigir meu carro. Quero poder morar na minha casa sozinha. Quero poder dizer quem vai ser meu segurança”, disse Britney, que ainda não recuperou a guarda dos filhos nem a autonomia sobre suas decisões legais.

Confira as frases da cantora na entrevista:

“Hoje me sinto uma velha. Vou para a cama às nove e meia da noite, e não saio nem nada, sabe como é? Sou uma velha caquética.”

“Cada vez que eles vêm me visitar, fico pensando como são pessoas especiais. Eles já estão na escolhinha! Eles são meus, e isso é simplesmente louco. São tão inteligentes e tão inocentes.”

“Para ser uma mãe boa de verdade, acho que a criança precisa que esse seja seu emprego em tempo integral. Queria criar meus filhos e compartilhar todos esses momentos preciosos com eles.”

“Quando você vai para a cadeia, sabe que vai ter hora para sair. Mas, nesta situação, nunca termina. Se não estivesse sob tantas restrições, me sentiria tão livre…”

“Quero ter a possibilidade de dirigir meu carro. Quero poder morar na minha casa sozinha. Quero poder dizer quem vai ser meu segurança.” (Ego)

Leia trecho da matéria no site da Rolling Stone.

Veja scans no site Britney.com.br.

Read Full Post »

rollingstone-brasilA edição de dezembro reúne 16 personalidades do humor brasileiro, que hoje aposta na cara-de-pau e na piada escrachada. Sabrina Sato e os humoristas Marcelo Tas, Marcelo Adnet e Evandro Santo estampam a capa.

A edição fala sobre como anda o humor no Brasil e consegue arrancar pérolas dos entrevistados, como a da própria Sabrina. “Não faço piada, sou motivo de piada!”, diz ela, sobre a fama de burra.

Leia trecho da matéria no site da Rolling Stone Brasil.

(mais…)

Read Full Post »

rolling-madonna-capaAlém de adiantar informações sobre a turnê “Sticky & sweet”, que trará a rainha do pop ao Brazil em dezembro – o editor Ademir Corrêa acompanhou o show da nova turnê em Chicago -, a matéria falará sobre o filme “Sábios e sujos”, que a cantora roteirizou e dirigiu, e também sobre o documentário que produziu sobre o país africano Malauí (“I am because we are”). Uma entrevista com Lucy O’Brien, autora do livro “Madonna – A biografia do maior ídolo da música pop”, engrossa o conteúdo. Frases de Madonna na Rolling Stone de novembro:

“Não era hippie nem drogada, então acabei sendo a esquisitona da escola. Eu me interessava por balé clássico e música. Era uma daquelas pessoas com quem os outros são maus”.

“É necessário chegar a um ponto em que você não se importe se todo mundo está puxando o seu saco ou se virou pau de açoite da imprensa”

“Compor é uma atividade muito íntima. Você tem que ficar vulnerável e é difícil fazer isso com desconhecidos”, disse Madonna em relação aos dias de trabalho em que compôs com Justin Timberlake para o último disco. (Globo)

Leia matéria no site da revista Rolling Stone Brasil.

Read Full Post »

A edição deste mês da revista Rolling Stone brasileira traz um perfil com a cantora inglesa Amy Winehouse, um dos maiores fenômenos de mídia dos últimos anos. Dona de um talento grandioso e protagonista de escândalos envolvendo brigas, drogas e prisões, Amy completa 25 anos no próximo dia 14.

A repórter Claire Hoffman, da Rolling Stone americana, passou um dia na companhia da cantora e descreveu a casa – e a vida – da cantora como “uma bagunça desastrosa”. “Sacos de batatinha vazios, bolinhas amassadas de papel alumínio, garrafas de cerveja, caixas de lingerie e velhos cartões de crédito espalhados”, contou ela no texto.

Na entrevista, Amy falou sobre música, drogas e seu marido, Blake Fielder-Civil, preso desde o ano passado. “Pra ser honesta, Blake está longe, estou chateada, sou jovem. É como se não tivesse razão para viver. Tem sido uma fase difícil”, disse a cantora.

O último disco de Amy Winehouse, Back to Black, vendeu mais de dois milhões de cópias pelo mundo e lhe rendeu cinco Grammy. Um novo disco, sem previsão alguma, é esperado pela mídia e pelos fãs. (Terra)

Read Full Post »

Detalhes bombásticos de Paulo Coelho, próxima capa da Rolling Stone.

O escritor Paulo Coelho concedeu entrevista reveladora à revista Rolling Stone deste mês. Direto de Paris, Paulo falou sobre o sucesso que faz como escritor e sobre o reconhecimento mundial. ”Possivelmente eu sou o escritor mais popular do mundo. Se eu fosse um refrigerante, eu seria a Coca-Cola”, falou. O mago também revelou sua admiração pela cantora Amy Winehouse e contou alguns detalhes sobre seu novo livro, O Vencedor Está Só.

Na verdade, Paulo Coelho só perde em venda de livros para a inglesa J.K.Rowlling, criadora de Harry Potter. Coelho, que já vendeu mais de 100 milhões de exemplares em 66 línguas, é um homem como poucos: o ilustre carioca é cavaleiro da ordem nacional da legião francesa, título criado por Napoleão Bonaparte, e passa três meses por ano em Paris. Mas todo esse mérito não muda sua rotina sem luxos.

Em sua nova obra, O Vencedor Está Só, o autor descortina o lado obscuro do Festival de Cannes e retrata os interesses dos contratos milionários fechados entre as indústrias da moda e do cinema. ”A droga mais visível em Cannes chama-se ego. Todos têm e usam em uma proporção desmesurada.” (Fonte: Contigo!)

Read Full Post »